segunda-feira, 24 de maio de 2010

Utilidade Pública!


Saiba como se comportar em bancos para evitar roubos.


Polícia Militar dá dicas para evitar o golpe da saidinha de banco.

Evite conversas com estranhos, sobretudo se o assunto for dinheiro. Essas pessoas podem ser ladrões ou observadores de assaltantes aguardando sua distração ou confiança;

Ao efetuar um depósito ou saque evite a exposição do dinheiro, procure conferi-lo discretamente para não provocar a atenção de estranhos;

Ao fazer um saque, não coloque dinheiro ou a carteira no bolso de trás;

No caso de operação bancária que envolva grandes quantias procure realizá-las utilizando meios opcionais como cartões ou cheques;

Evite levar crianças. Em de caso de assalto elas ficam assustadas e podem deixar os assaltantes agitados e nervosos;

Procure ser correntista de agências bancárias que tenham adotado portas giratórias e filmadoras, pois estes mecanismos diminuem a probabilidade destas agências serem alvo da ação de assaltantes;

Evite horários de pico. Os assaltos costumam ocorrer entre 10 e 12 horas. Assaltantes preferem agências movimentadas, pois imaginam maior quantidade de dinheiro, além de facilitar a fuga.

Se tiver dúvidas, só aceite ajuda de funcionários e exija dele a identificação;

Se for retirar grande quantia em dinheiro, primeiramente agende com o gerente, em data anterior, e ao buscar os valores procure ir acompanhado por parentes ou pessoa de confiança;

Nunca assine documentos sem antes ler e surgindo dúvidas, procure ajuda;

Ao sacar dinheiro somente saia do balcão ou caixa eletrônico após conferir e guardá-lo na bolsa ou carteira;

Adote bolsos na roupa com botões e presilhas;

Não saia do banco contando dinheiro;

Em caso de assalto jamais reaja. Guarde os traços físicos, sinais particulares e roupas dos infratores, repassando as informações à PM;

Ao fazer um saque, não ficar com cheque na mão na fila do caixa, misture a folha com outros documentos. Ou só tire do bolso na frente do caixa;

Não comentar na fila com estranhos o que você foi fazer ali. Aquela pessoa pode não ser o olheiro, mas outros que estão na fila podem escutar;


Ficar atenta à movimentação de pessoas que não fazem nenhuma operação, ficam andando de um lado para o outro, de olho em quem está se aproximando do caixa, de olho em quem está com folha de cheque para ver o valor que será sacado;

Saques de até R$ 600 geralmente são feitos no caixa eletrônico. Se você está com um cartão na mão e não está com contas a pagar, ela é alvo dos assaltantes;

Não vá sozinho sacar valor mais elevado. Só saia da agência quando a outra pessoa já estiver parado na porta da agência para te levar em algum veículo;

Se você se sentir inseguro porque está desconfiado de alguém, ligue para a PM e passe as características do suspeito, a roupa que está usando e não saia da agência enquanto a viatura não se aproximar. Na presença da viatura geralmente eles não agem;

Vigilantes devem ficar mais atentos à presença dessas pessoas que ficam em movimentação suspeita dentro da agência;

A polícia nunca consegue as imagens com o banco para identificar os olheiros suspeitos. O banco só ajuda quando ele é vítima. Isso dificulta o trabalho de investigação da polícia.

COMO SE PORTAR DURANTE UM ROUBO A BANCO

Não reaja. Mantenha a calma. Lembre-se que o assaltante está atrás do dinheiro e costuma atirar somente quando fica assustado ou acuado;
Fique parado. Se o assaltante determinar que você deite no chão, faça isto, evitando encarar o criminoso;

Se for possível, discretamente, procure fixar algumas características dos assaltantes, tais como: “tiques”, sinais, apelidos, roupas, etc;

Evite ir ao banco nos horários de pique. Os assaltos costumam ocorrer entre 10h e 12h. O assaltante procura movimento, pois, o interpreta como mais dinheiro na agência;

Se após o roubo você quiser dar alguma informação para a Polícia Militar, ligue para o 190, inclusive, podendo manter anônima sua identidade;

Fontes: PM de Minas Gerais e PM de Tocantins

Um comentário:

  1. Adorei as tiras, principalmente a última, muito boa.

    ResponderExcluir